EleiçõesPolíticaUncategorized

Nova configuração na Câmara de Petrolina? Sai Júnior Gás entra Lucinha Mota?

A redação do Portal Tribuna Nordeste apura desde esta quarta, 20, e trará novidades nesta quinta, 21, sobre se poderá haver uma nova configuração na Câmara de Petrolina/PE.

Com base em jurisprudência de caso parecido no Piauí, advogados que representam a candidata a vereadora pelo Psol petrolinense, Lucinha Mota, entraram com ação na justiça contra o que chamam de ‘fraude eleitoral’ do Avante

Em nota enviada a nossa redação, o processo pede a suspensão do mandato do vereador do Avante, Júnior Gás que foi eleito com 1183 votos.

Vídeos, fotos e documentos de posse dos autores da ação contra Júnior, mostram candidatas mulheres pedindo votos para o vereador, o que segundo os juristas, fere a Lei Eleitoral. As irregularidades, conforme relato existente no documento recebido pelo portal via whatsapp, podem anular não só os votos de Júnior Gás, mas todos os conquistados pelo Avante.

Júnior com colegas de partido

Caso a suspensão solicitada pelo Ministério Público de Pernambuco seja confirmada pelo juiz Marcos Bacelar, Lucinha assumiria o mandato por ser a suplente com maior números de votos nas eleições de novembro em Petrolina. Foram 2656 votos.

Veja o parecer do promotor Djalma Valadares: file:///C:/Users/USUARIO/Downloads/PARECER%20MPE.pdf

Nossa reportagem continuará acompanhado este caso nesta quinta. Vamos buscar a posição de Lucinha e de Júnior Gás, o MPPE e a justiça também.

 

 

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar